Atual

PECUARIA DE CORTE

PECUARIA DE CORTE

Leilão das Fazendas Sant’Anna destaca oportunidades no mercado de genética

A realidade da pecuária atual é muito diferente daquela de 20 ou 30 anos atrás. Hoje, a fazenda que não obtiver resultados competitivos estará fora do mercado em breve. Diversos pecuaristas já buscam genética melhoradora, novas técnicas de manejo e nutrição para obtenção de animais cada vez mais precoces e que produzam mais arrobas em menos tempo. Dentre estes fatores, o investimento em genética é primordial para atingir tais metas em curto, médio e longo prazo. Assim, animais melhoradores são e serão cada vez mais uma grande demanda na pecuária do futuro.

Para quem deseja participar deste processo desde o início, é de extrema importância investir em uma base de matrizes provadas, que reúna fertilidade, habilidade materna, curto intervalo entre os partos e produza bezerros pesados na desmama. Estas características são necessárias para pecuaristas que desejam aprimorar o rebanho nacional através da produção de touros e matrizes para uso próprio ou comercialização.

Qualidades como estas serão encontradas no 3º Leilão de Matrizes Fazendas Sant'Anna. Com transmissão online pela MF Rural (www.mfrural.com.br), no dia 5 de junho, às 21 horas, estarão à disposição do mercado 50 vacas com idade entre 28 e 33 meses, todas avaliadas geneticamente e prenhes no início da estação de monta 2016/2017. Esse ponto é muito importante porque mostra que foram as mais férteis do plantel. “Uma boa vaca tem de parir uma vez por ano e desmamar um bezerro pesado. Caso contrário, é descartada. Este é o critério que adotamos nas Fazendas Sant’Anna”, explica Bento Mineiro, diretor do Grupo que possui unidades nas cidades de Pardinho e Rancharia, em São Paulo, e Uberaba (MG).

Na visão de Bento, com a aquisição de matrizes com essas características, é possível não apenas aumentar a produção de bezerros ao longo da vida útil da fêmea, mas também obter machos de alta qualidade, que irão se tornar reprodutores de alto desempenho, disseminadores de genética melhoradora, passando por touros de repasse até touros de central. Neste contexto, tendo em vista o constante aumento da demanda por genética, produtos como estes se mostram uma alternativa muito interessante para o pecuarista. “Apartamos novilhas prenhes que produziriam touros Sant’Anna, ou seja, responsáveis por um produto consolidado no mercado, com médias de valor de R$ 12.000,00. Isso porque entendemos que, no atual momento, o mercado precisa de uma oferta de fêmeas com qualidade. Animais que possibilitem que o criador que esteja olhando para resultados atrativos tenha acesso ao mercado de genética”, frisa Bento Mineiro.

As fêmeas à venda também possuem linhagens abertas, o que contribui para a correção de possíveis perdas de produtividade causadas pelo acasalamento entre animais consanguíneos. Por este motivo, assim como ocorre na compra de um bom touro, é necessário ter atenção na escolha das vacas ideais para cada criador. O 3º Leilão de Matrizes Sant’Anna ocorre em um momento de grandes oportunidades para aqueles que souberem investir em qualidade. “Os que tiverem essa visão colherão resultados em um futuro próximo”, conclui Bento Mineiro.

Informações: www.fazendasantanna.com.br

outras noticias