Policial

POLÍCIA LOCALIZA REVÓLVER E DROGA EM RANCHARIA

POLíCIA LOCALIZA REVóLVER E DROGA EM RANCHARIA

Em Rancharia, oito pessoas foram detidas, dois menores, um de 15 e outro de 17 anos, dois jovens de 24 anos, um homem de 26, um de 27, além de um de 28 e 34 anos. Eles estavam em dois veículos, por volta das 2h, desta quarta-feira (28). A polícia encontrou porções de maconha, 3 gramas, e seis trouxas de cocaína, 2 gramas, além de uma arma calibre 32, que estava com um rapaz de 24 anos.

Conforme a Polícia Militar, a equipe estava em patrulhamento na Avenida Dom Pedro II, no Centro, quando avistou o Gol com quatro ocupantes, em atitude suspeita. Ao ser abordado, os rapazes disseram à equipe que eram moradores de Tupã e vieram, acompanhados por outros amigos, para uma festa em uma chácara. No veículo, a polícia encontrou uma quantidade de maconha.

Os jovens relataram ainda aos policiais, que quatro colegas estavam em um Santana. Diante da informação, a PM abordou o carro e verificou que apenas duas pessoas estavam no veículo. Os passageiros informaram à equipe, o local que a festa iria acontecer.

Na entrada da chácara, os policiais encontraram dois jovens e ao serem vistoriados, um dos rapazes de 24 anos portava uma arma e seis porções de cocaína. Já o outro não estava com nenhum material ilícito.

Por meio de buscas no imóvel, a PM encontrou em um armário, uma porção de maconha. Diante das evidências, todos os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Rancharia.

Na unidade policial, os envolvidos foram interrogados e a princípio, a suspeita era de que o grupo tratava-se de uma quadrilha, responsável pelo roubo de três caminhonetes, em que dois crimes teriam sido cometidos na cidade e outro em Martinópolis. Porém, a Polícia Civil descartou a possibilidade, já que as vítimas do assalto não reconheceram os jovens.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Marisa Isabel Tardin, as sete pessoas detidas devem ser liberadas, já que não foi constatado indícios de tráfico de drogas. “Apenas o jovem de 24 anos permanece preso por posse de arma. Como a numeração do revólver não está raspada, cabe fiança criminal”, explica.

A delegada aponta que as porções de maconha e cocaína encontradas com os envolvidos e na chácara foi caracterizada como consumo pessoal. “Foi verificado que a droga era usada pelos envolvidos pela pouca quantidade encontrada e por isso o tráfico não foi qualificado”, conta.

Fonte: G1

outras noticias